A M O - R S - A união é a nossa força.

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
A M O - R S - A união é a nossa força.

Seguro DPVAT fica mais barato em 2017; veja valores

E-mail Imprimir PDF

Motociclistas/Triciclistas do Brasil

Vocês notaram a redução do valor do Seguro DPVAT Nacional no momento de regularizar o documento da sua moto/triciclo neste ano de 2017?
Acompanhem o trabalho da AMO/RS ao longo de 8 anos de embate jurídico sobre o presente tema.
Agradecemos todo o apoio recebido pelos Motociclistas/Triciclistas do Brasil e gratidão a todos que trabalharam nesta demanda jurídica extremamente benéfica aos irmãos de estrada.
AMO/RS - A União é a nossa Força
 
 dpvat 060917

 

Por G1.com.br

Quem tem carro pagará R$ 63,69. Para motos, será R$ 180,65.
Há ainda cobrança de taxa de R$ 4,15 pela emissão do seguro.

Os valores do seguro obrigatório, o DPVAT, serão reduzidos em 2017. Eles foram publicados no Diário Oficial desta quarta-feira (21). Quem tem carro (exceto picape) vai pagar R$ 63,69. Para motocicletas, o valor será de R$ 180,65. O custo pode ser parcelado em até 3 vezes.

De acordo com a Superintendência de Seguros Privado (Susep), a redução de 37% nos valores ocorreu porque o número de indenizações pagas desde 2014 diminuíram, principalmente, em casos de invalidez.

Para todas as categorias, será cobrada ainda uma taxa de R$ 4,15 para emissão do seguro para quem optar pelo pagamento em cota única. Quem quiser parcelar o DPVAT pagará a taxa de R$ 9,63.

Também haverá cobrança de imposto sobre oerações financeiras (IOF).

Veja a tabela do DPVAT 2017 (sem considerar taxa e imposto):
- Automóveis: R$ 63,69 (era de R$ 101,10)
- Motocicletas: R$ 180,65 (era de R$ 286,75)
- Caminhões e caminhonetes: R$ 66,66 (era de R$ 105,81)
- Ônibus e micro-ônibus com cobrança de frete e lotação de mais de 10 passageiros: R$ 246,23
- Ônibus e micro-ônibus sem cobrança de frete ou lotação de até 10 passageiros, com cobrança de frete: R$ 152,67
- Ciclomotores de até 50 cilindradas ('cinquentinhas'): R$ 81,90 (era de R$ 130)

Indenizações
O valor de indenizações não mudou em relação a 2016. Ela é de R$ 13.500 por morte, de até R$ 13.500 por invalidez permanente e de até R$ 2.700 para despesas médicas.

 
+ DE AUTOESPORTE
Siga o programa nas redes sociais

O que é DPVAT
O seguro DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) cobre casos de morte, invalidez permanente ou despesas com assistências médica e suplementares (DAMS) por lesões de menor gravidade causadas por acidentes de trânsito em todo o país.

O recolhimento do seguro é anual e obrigatório para todos os proprietários de veículos.
A data de vencimento é junto com a do IPVA, e o pagamento é requisito para o motorista obter o licenciamento anual do veículo.

Vítimas e seus herdeiros (no caso de morte) têm um prazo de 3 anos após o acidente para dar entrada no seguro. Informações de como receber o DPVAT podem ser obtidas pelo telefone 0800-022-1204.

Última atualização em Qua, 06 de Setembro de 2017 22:10
 

NATÁLIA PINHEIRO é a Rainha da AMO-RS 2017

E-mail Imprimir PDF

RAINHA 2017     NATÁLIA PINHEIRO -  Migrantes da estrada  de São João do Polêsine 

 

1º PRINCESA  2017  GÉSSICA  LEDESMA - Moto Grupo  Carbonífera de Charqueadas

 

2º PRINCESA DYENIFER  BATISTA - Confraria Mulheres Moto Lovers de Santa Maria

 

Mais fotos do evento, clik neste link !

 

corte amo 2016 2017 1 

corte amo 2016 2017 2

Última atualização em Qui, 01 de Dezembro de 2016 13:53
 

AMO-RS e Comitê Estadual pela Segurança no Trânsito

E-mail Imprimir PDF

 A AMO-RS, através da presença do seu Procurador Jurídico (Daniel Goulart da Silva) se fez presente no Palácio Piratini (Porto Alegre), onde o vice-governador Beto Grill, coordenador do Comitê Estadual pela Segurança no Trânsito, apresentou nesta sexta-feira (22) os números consolidados da acidentalidade no Rio Grande do Sul no ano de 2012, incluindo o acompanhamento das vítimas por um mês nos hospitais. A apresentação do balanço, no Palácio Piratini, contou com o apoio do Detran/RS, Cetran/RS, Famurs e órgãos fiscalizadores: PRF, EPTC, Brigada Militar e seu Comando Rodoviário. Segundo o Detran, os dados estatísticos do Rio Grande do Sul tem sido constantemente aperfeiçoados e muitos deles já podem ser comparados com números oficiais de qualquer parte do mundo. Para a autarquia, essa é a forma correta de medição da efetividade de políticas públicas adotadas. É o caso da relativização do número de vítimas fatais nos acidentes de trânsito por 10 mil veículos e por 100 mil habitantes. Utilizando-se esses parâmetros, houve no Rio Grande do Sul uma redução de 4,3% nos acidentes em comparação com a frota e crescimento de 1,9% em relação à população. Como comparação, os últimos números dos demais estados da Região Sul, contabilizados em 2010, apontam 29,6 vítimas fatais por 100 mil habitantes em Santa Catarina e 32,9 no Paraná, enquanto no RS o número é de 20,5. Esse índice foi reduzido, nos últimos dois anos, em 6 pontos percentuais, caindo para 19,3 vítimas fatais por 100 mil habitantes.

           A gravidade dos acidentes tem chamado a atenção nos últimos tempos e, de fato, em 2012, os acidentes com mais de três vítimas cresceram 24%. O número de veículos que envolveram-se em acidentes fatais subiu 3,1%, mas, ainda assim, entre 2010 e 2012, o número global de vítimas fatais foi reduzido em 4,8%. A frota gaúcha aumentou o dobro em 2012 em relação ao número de condutores (8,2% e 4,1%, respectivamente). Na comparação com o crescimento populacional do Estado, a ampliação da frota é ainda mais flagrante: em 2012, a população gaúcha cresceu apenas 0,4%. O perfil das vítimas não tem se alterado: a faixa etária de 18 a 39 anos concentrou 47% em 2011 e 46% em 2012. A participação feminina entre as vítimas fatais cresceu 2% no período, passando para 22% em um universo de condutores dominado pelo sexo masculino - 70% dos motoristas e 78% de representação nas vítimas fatais. Entre as vítimas fatais, 25% são motociclistas, 27% motoristas, 19% passageiros e 19% pedestres. O tipo de acidente que gerou mais vítimas foi a colisão, confirmando a preocupação das autoridades com as ultrapassagens indevidas: 39% dos eventos fatais. Os atropelamentos vieram em segundo lugar, com 22%, apresentando redução em relação a 2010, quando ficou em 25%.  

Última atualização em Sáb, 23 de Fevereiro de 2013 08:38
 

AMO-RS X UNIÃO FEDERAL

E-mail Imprimir PDF

No dia 17/3/2015 será julgado o Recurso de apelação interposto pela AMO-RS na ação judicial movida no ano de 2008 pela própria Associação no intuito de discutir o valor abusivo do DPVAT.
A sessão de julgamento é aberta ao público.
Todavia, solicitamos aos interessados em comparecer no julgamento que confirmem presença através do e mail:
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
A União é a nossa Força!

amo 170315

 

Novos Produtos Loja Virtual

E-mail Imprimir PDF

Acesse a Loja Virtual e adquira os produtos que estão

sendo disponibilizados para venda como a Caneca de Inox, Abridor de Garrafas, cabide (todos com logo da AMO-RS) e

a camiseta branca e Baby Look  "Eu AMO-RS".

 

caneca inox

  

 


Página 8 de 11

 AMO-RS
 
Associação dos Motociclistas
do Rio Grande do Sul